Redes sociais

Postagem em destaque

Mitos e verdade sobre Psicoterapia

Imagem
A psicologia é uma área do saber onde existem mais mitos que verdades absolutas, e isto porque, quando algumas informações caem no senso comum (com a ajuda da indústria midiática), sofrem distorções quase impossíveis de reverter.

As informações mais distorcidas estão relacionadas ao processo psicoterápico. Alguns mitos encobrem as verdades, o que dificulta o trabalho do psicólogo.


Eis alguns deles:

Mito 1: O psicólogo deve mudar a "cabeça" das pessoas.Jamais. O psicólogo deve verificar junto ao seu paciente, quais os comportamentos excessivos ou deficitários devem ser modulados. Para isto é preciso levar o paciente a modificar alguns pensamentos. Isto se consegue por meio de técnicas como o questionamento socrático, role-play, atividades reflexivas, etc. O executor da mudança é o PACIENTE. O psicólogo só instrumentaliza.
Mito 2 "Psicoterapia é para a vida toda"Nem sempre. Existem casos que algumas sessões podem ajudar o paciente a se ajustar ao seu meio. Neste caso, o …

Emoções: Ciúme

A palavra ciúme deriva do latim Zellumen, que significa "zelo" "cuidado". 


Em sentido lato, isto significa que existe uma tendência a zelar, cuidar daquele objeto que amamos. Este objeto pode ser um bem material, um animalzinho de estimação e.. claro... uma pessoa muito especial.

Não se trata de uma emoção ruim, ao contrário, serve para indicar a existência de ameaças e nos colocar em estado de alerta. Também não é adequado afirmar que o ciúme é o tempero do amor, pois enquanto um se sente feliz com as demonstrações de ciúme, para o outro pode ser algo torturante!


Não dá pra controlar o sentimento de ciúme, pois se trata de uma reação normal à ameaça. O que devem ser contidas são as reações exageradas e os sentimentos paranoicos.

Reações exageradas:

Nem sempre "onde há fumaça, há fogo". Ás vezes, o parceiro (a) é visto  conversando com alguém (do sexo oposto) e isto nem sempre quer dizer que esteja acontecendo algo, mas no primeiro momento você poderá julgar que sim. Isto ocorre porque a tendência é julgarmos as situações a partir do nosso repertório afetivo. Este é o equívoco: nem todos gostam de azul, nem todos gostam de doce, e certamente, nem todos (as) gostarão do seu parceiro afetivo.

O tratamento para isto é feito por meio da psicoterapia, pois estas reações são aprendidas ao longo da vida, e geralmente se repetem em outros contextos.

Sentimentos paranoicos

Também conhecido na literatura como ciúme patológico.
São conjuntos de reações de ciúme agudas e infundadas. Geralmente há uma crença central de desamor permeando a mente do paranoico, que se julga pouco merecedor de afeto. Quando se envolve com alguém, é comum que a insegurança aumente, pois acredita que "quando ele (ela) descobrir que não tenho valor vai me abandonar". Deste modo, toda e qualquer aproximação parece ameaçadora. Aliás, todo e qualquer pensamento de abandono é vivenciado como real.

O tratamento para isto é feito por meio da combinação de medicação com psicoterapia. A medicação ajuda a diminuir o estresse. A Psicoterapia ajuda a monitorar os pensamentos automáticos, até "quebrar" a crença central de menos valia, agregando mais qualidade de vida, não só no que concerne às relações afetivas, mas em todos os contextos sociais.







Postagens mais visitadas deste blog

Pessoas que amam demais

É impossível ser feliz sozinho?

Quando Procurar Terapia?

Ter ou não ser: eis a Questão!!

psicologa convenio bradesco

A Arte de dizer NÂO

Psicologa Amil em SP

O amor não correspondido

Traição: como lidar.

Postagens mais visitadas deste blog

Quando a paixão começa - sintomas da paixão

Pessoas que amam demais

É impossível ser feliz sozinho?