Redes sociais

Postagem em destaque

Mitos e verdade sobre Psicoterapia

Imagem
A psicologia é uma área do saber onde existem mais mitos que verdades absolutas, e isto porque, quando algumas informações caem no senso comum (com a ajuda da indústria midiática), sofrem distorções quase impossíveis de reverter.

As informações mais distorcidas estão relacionadas ao processo psicoterápico. Alguns mitos encobrem as verdades, o que dificulta o trabalho do psicólogo.


Eis alguns deles:

Mito 1: O psicólogo deve mudar a "cabeça" das pessoas.Jamais. O psicólogo deve verificar junto ao seu paciente, quais os comportamentos excessivos ou deficitários devem ser modulados. Para isto é preciso levar o paciente a modificar alguns pensamentos. Isto se consegue por meio de técnicas como o questionamento socrático, role-play, atividades reflexivas, etc. O executor da mudança é o PACIENTE. O psicólogo só instrumentaliza.
Mito 2 "Psicoterapia é para a vida toda"Nem sempre. Existem casos que algumas sessões podem ajudar o paciente a se ajustar ao seu meio. Neste caso, o …

Por que alguns encontros românticos não vingam




*psicologa bradesco*Para alguns, o primeiro encontro com um possível parceiro afetivo é um momento de grandes expectativas. É comum que os indivíduos se preparem para este momento, cuidando da aparência, a fim de agradar o outro.

Em alguns casos, o primeiro encontro é maravilhoso: o  (a) parceiro (a) supera as expectativas em vários sentidos e o relacionamento parece ser promissor. Quando isto ocorre, é natural que haja um aumento da libido, canalizada para o  (a) parceiro (a). Se o desejo sexual for intenso, o primeiro encontro se estende até um local adequado para um relacionamento mais íntimo. Em outros casos, os pares conseguem segurar até o terceiro ou quarto encontro.

Imaginemos que a relação sexual tenha superado as expectativas, é esperado que a relação evolua, saindo da categoria de "ficada" para um eventual namoro. No dia seguinte, alguém espera um contato, nem que seja um "sinal de fumaça". As horas passam, a noite chega, outro dia vem....e nenhum contato é feito. Por quê?

Quem responde a esta pergunta é a bióloga Helen Fisher, pesquisadora americana, autora do livro "Porque amamos". segundo a autora a pronta aquisição de uma recompensa faz com que os níveis de dopamina do cérebro diminuam, fazendo a aquisição "perder a graça".
psicologa, sp, bradesco, amil silamerica, convenio, reembolso, vila mariana, sp
Portanto, a perda de interesse da outra parte está relacionada com a sua química cerebral e não com algo errado que você tenha feito.

Para evitar este tipo de situação, é importante estimular outros interesses além dos sexuais no possível parceiro. Uma alternativa seria tentar conhecer a forma como o outro pensa, se os valores básicos são equivalentes; se existem interesses em comum. Formar um vínculo de amizade antes da relação sexual pode ser um bom caminho, pois os relacionamentos baseados somente na aparência física tendem a ser problemáticos.





Postagens mais visitadas deste blog

Pessoas que amam demais

É impossível ser feliz sozinho?

Quando Procurar Terapia?

Ter ou não ser: eis a Questão!!

psicologa convenio bradesco

A Arte de dizer NÂO

Psicologa Amil em SP

O amor não correspondido

Traição: como lidar.

Postagens mais visitadas deste blog

Quando a paixão começa - sintomas da paixão

Pessoas que amam demais

É impossível ser feliz sozinho?