Postagem em destaque

Mitos e verdade sobre Psicoterapia

Imagem
A psicologia é uma área do saber onde existem mais mitos que verdades absolutas, e isto porque, quando algumas informações caem no senso comum (com a ajuda da indústria midiática), sofrem distorções quase impossíveis de reverter.

As informações mais distorcidas estão relacionadas ao processo psicoterápico. Alguns mitos encobrem as verdades, o que dificulta o trabalho do psicólogo.


Eis alguns deles:

Mito 1: O psicólogo deve mudar a "cabeça" das pessoas.Jamais. O psicólogo deve verificar junto ao seu paciente, quais os comportamentos excessivos ou deficitários devem ser modulados. Para isto é preciso levar o paciente a modificar alguns pensamentos. Isto se consegue por meio de técnicas como o questionamento socrático, role-play, atividades reflexivas, etc. O executor da mudança é o PACIENTE. O psicólogo só instrumentaliza.
Mito 2 "Psicoterapia é para a vida toda"Nem sempre. Existem casos que algumas sessões podem ajudar o paciente a se ajustar ao seu meio. Neste caso, o …

O que é autoestima?


O que é autoestima?

De acordo com a morfologia, "auto" significa "próprio", "self", "si mesmo"; estima quer dizer "apreciar", "gostar".





Bradesco, Golden Cross, Sulamerica, Amil, reembolso, Vila Mariana, Psicologa, psicólogo,  sp, psicoterapia, terapia, consulta psicológica, psicologa, agendamento de consulta, preços de terapia, psicoterapia, atendimento, psicoterapico,psicoterapia, psicologa, psicologo, ajuda emocional gratuita, psicanalista, gestalt, terapia cognitivo comportamental, testes, avaliações, quanto custa consulta, atendimento, psicologico, psico, estresse, psicologa, tratamento, convenio,  dificuldade de relacionamento, terapia de casais,depressao, estresse, ajuda emocional, convenio psicologico, marcar consulta, sao paulo psicologa, preco de consulta, valor da consulta psicologa,primeira consulta psicologica gratis, terapia, psicoterapia, psicologia, tratamento para depressao, tratamento para ansiedade, dificuldade de relacionamento, crianças, adultos, idosos, casais, grupos, palestras, estresse, obesidade, ciúme, amor, namoro, casamento, sexo, ajuda emocional grátis, consulta grátis, sexualidade, luto, patologia sicologa online grátis, duvidas de psicologia, tratamento, clinica de psicologia, consultorio psicologia, convenio psicologa, consultorio psicologigo vila mariana, bradesco saude, amil, unimed, golden cross, reembolso, omnit, psicologa na vila mariana Depressão,psicologo,psicólogo,psicóloga,psicologa,psicoterapia,psicoterapeuta, erapia,cognitiva,cognitivo,comportamental,psicanálise,gestalt, Psicanálise,  Psicoterapia Junguiana



Portanto, autoestima poderia ser reduzida a simplesmente “gostar de si mesmo”.  Esta forma de entendimento não está incorreta, mas incompleta.  

Para alguns teóricos (Dini, Rodrigues; Ferreira, 2004), a autoestima envolve alguns fatores:

1 -  satisfação pessoal;
2 – sentir-se qualificado para algumas tarefas;
3 – reconhecer as próprias qualidades (e defeitos);
4 – sentir-se satisfeito com as próprias realizações;
5 – sentir-se útil;
6 – ter consciência adequada dos seus valores;
7– reconhecer as vitórias e as derrotas;
8 – manter atitude positiva

Porem, o conceito é mais amplo, envolvendo a boa capacidade de socialização, adaptação, a capacidade de enfrentamento de situações adversas, e o justo reconhecimento de seus defeitos e qualidades.

Para ampliar a discussão, é importante que alguns pontos sejam esclarecidos:

Primeiro: Autoestima pode ser flutuante - Um indivíduo pode ter autoestima empobrecida num dado momento, e no momento seguinte em alta! Trata-se de um processo, de uma construção, que pode desmoronar a qualquer momento, mas sua reconstrução requer esforço e mudanças.

Segundo: Autoestima: não é algo que possa ser medido apenas com o olhar. Algumas pessoas podem apresentar uma excelente aparência física, mas não conseguem se sentir bem, ou adequadamente posicionada no seu meio social. O oposto também pode ser verdadeiro: aquele indivíduo que se apresenta com maior simplicidade pode ocultar uma personalidade feliz e realizada.


O que significa "ter autoestima"? 

Significa  ter a capacidade de  reconhecer seus defeitos e qualidades, e desenvolver formas de lidar com suas características, adaptando-se às mais diversas circunstâncias.

Não é algo que possa ser medido apenas com o olhar. Algumas pessoas podem apresentar uma excelente aparência física, mas não conseguem se sentir bem, ou adequadamente posicionada no seu meio social. O oposto também pode ser verdadeiro: aquele indivíduo que se apresenta com maior simplicidade pode ocultar uma personalidade feliz e realizada.

Portanto, não é adequado julgar os indivíduos pela sua aparência ou postura, uma vez que nem sempre os bem aparentados tem autoestima elevada.Compete a cada um reconhecer suas características 


Referência:

DINI, Gal Moreira; RODRIGUES, Mariana; FERRIRA, Lidia Masako.
Adaptação Cultural e validação da versão Brasileira da escala de autoestima de Rosemberg.
São Paulo.
Revista Soc. Bras. Cirurgia Plástica
V. 19; N1, p. 41-52, jan/abr 2004

Nota:
Obedecendo ao novo acordo ortográfico o correto é autoestima, junto. A forma auto estima separado e sem hífen não existe mais.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amor patologico

Mitos e verdade sobre Psicoterapia

amores pesados

Desilusões: o que são e como evitá-las

Quando Procurar Terapia?

Não se entregue ao desespero - Lute

Beleza é fundamental?

É impossível ser feliz sozinho?

psicologa convenio bradesco

A Arte de dizer NÂO

Postagens mais visitadas deste blog

Quando a paixão começa - sintomas da paixão

Pessoas que amam demais

É impossível ser feliz sozinho?